O Pará possui altos índices de desrespeito à criança e ao adolescente, que acontece através de violência, trabalho infantil, abuso sexual, exploração e prostituição de meninas.

Considerando que a saúde do indivíduo e a saúde da comunidade estão intimamente relacionadas, este projeto foi criado para capacitar pessoas da comunidade a atuarem como sujeitos de transformações desta realidade cruel e violenta.

Através de seminários, workshops e palestras, este projeto levará até agentes comunitários o conhecimento sobre questões legais e os direitos da criançe e do adolescente (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Ele acontecerá em paralelo ao Projeto Beth Bruno.

Diretrizes da Política de Proteção à Criança:

  • Esclarecer sobre políticas públicas na área de proteção à Criança e ao Adolescente;
  • Capacitar agentes comunitários que possam trabalhar na proteção e respeito aos direitos da criança e do adolescente;
  • Estabelecer a comunicação e troca de conhecimento entre diferentes entidades que desenvolvem trabalho de Proteção à Criança e Adolescente;
  • Criar uma rede comunitária capaz de exigir do poder público ações efetivas que punam e coíbam atos de desrespeito à integridade da criança e adolescente.

Esta política é uma parceria de várias organizações e ONGs:

  • Associação dos Agentes das Terapias da Medicina Agradável (AATMA), que desenvolve trabalhos no Jardim Miriam, em São Paulo;
  • Pastoral da Saúde – Dioceses de Santarém;
  • Pastoral Social e do Menor – Dioceses de Santarém;
  • JUPIC: Justiça e Paz na Integração da Criação: Associação ligada à Congregação do Verbo Divino;
  • The Twelve Healers Trust: Fundação inglesa que desenvolve trabalhos de educação e divulgação do legado deixado por Dr. Edward Bach;
  • Healing Herbs, Inc;
  • Wetzlar Dom: Comunidade Católica de Wetzlar, Alemanha;
  • Misean Cara: Mission Support from Ireland.
Nenhum comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado