DE OLHO NA SAÚDE INTEGRAL

post_março

 

Agricultores e agentes de Saúde do Projeto Beth Bruno realizam encontro em Monte Alegre, no Pará, para falar das emoções e do uso da homeopatia.

 

 

 

 

Por Keila Bis

Na sociedade atual, o mundo emocional é, com frequência, abandonado tendo em vista a constante busca pelo produzir, vender e consumir, que rege o mundo capitalista. Para suprir essa carência, uma das características principais do Projeto Beth Bruno, que faz parte do Instituto Transformar Cuidando, é justamente ajudar a população do norte do país a ter mais autoconhecimento e a cuidar da saúde física e emocional/psíquica com as terapias naturais.

O encontro que aconteceu em março em Monte Alegre, no Pará, com um grupo de agentes de saúde e de agricultores que participam do Projeto, e durou três dias, foi mais um momento de partilha e de estudo sobre esse universo.

“Foi um encontro que objetivou falar sobre a educação e a saúde. Trabalhamos as emoções, as causas das doenças e também fizemos um estudo sobre homeopatia para as pessoas, para o solo e para o meio ambiente. Fizemos também algumas vivências de espiritualidade”, conta Marialva Oliveira Costa, coordenadora do Projeto Beth Bruno.

Os participantes são importantes nas comunidades onde vivem, pois são eles que trabalham com as terapias que visam o bem-estar integral, como a fitoterapia, ou seja, com os remédios naturais e com a terapia floral, como forma de tratar das questões psíquicas também de forma natural.

“Interessante ver também que uma das terapias que eles mais trabalham são as massagens. E a homeopatia também é muito utilizada. Eu pedi para levantar todos aqueles que tomam homeopatia e todos levantaram. Participaram 23 pessoas. Essa comunidade está fazendo um trabalho muito bonito, devido, sim, a grande necessidade, mas ao grande comprometimento também”, orgulha-se Marialva, também presidente da Associação Brasileira de Homeopatia Popular.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado